O que é preciso para se tornar síndico

26/10/2018 Tira Dúvidas

Capa do artigo: O que é preciso para se tornar síndico

A função de síndico é aquela que ninguém quer assumir. Uma figura por vezes odiada pelos moradores porém necessária para manter a ordem dentro do prédio. A pessoa que se compromete com essa responsabilidade deve conhecer antes os atributos que envolvem a rotina de um síndico. Ter boa vontade e disposição não são o suficiente. Para que você não se frustre ou se arrependa, confira as informações que separamos abaixo para quem tem curiosidade ou interesse na sindicância do condomínio.

Qual é o papel do síndico?


É o representante legal de prédios ou condomínios responsáveis por buscar o bom funcionamento dos edifícios. O síndico é quem toma conta das finanças e da administração e deve cumprir algumas regras básicas conforme consta no Código Civil, como zelar pela ordem interna, elaborar o orçamento das despesas mensais, cobrar dos inadimplentes, assim como impor e cobrar as multas devidas,prestar contas.


A presença de uma empresa especializada administrando o condomínio por fora pode ajudar bastante o  trabalho do síndico para avaliar e propor soluções e melhorias internas. Caso a edificação não conte com esse serviço, o síndico pode sugerir em um determinado momentos essa ideia para os moradores votarem a fim de aperfeiçoar a gestão como um todo do local.


Durante a sua gestão, o síndico pode ser isento de pagar a taxa de condomínio. Essa decisão é estabelecida conforme a Convenção do Condomínio, um Regimento ou mesmo em assembleia.


Fique ligado!


Tendo o seu trabalho voltado para uma boa vivência, é comum que as pessoas liguem ou interfonem para o síndico reclamando de algo. Oriente logo quando eleito de as pessoas deixarem suas críticas, sugestões e reclamações em um caderno colocado na portaria ou com o zelador, por exemplo. Isso irá poupar-lhe muitas dores de cabeça.



Quais são os requisitos?

Segundo o Código Civil, o síndico deve ser eleito por meio de uma assembleia de moradores e sua gestão deve durar no máximo dois anos. Ao assumir o posto, procure resolver todas as pendências da melhor forma possível. A assembleia deve ser sempre acionada quando necessário a fim de resguardar interesses coletivos. (É raro reunir todos os condôminos, por isso registre tudo em atas).



Imagem


É importante que o síndico tenha também conhecimento da estrutura do prédio. Faça uma inspeção na edificação, acompanhado pelo zelador, pelo menos uma vez por mês. Assim você poderá visualizar a situação em cada andar, no topo do edifício, na sala de máquinas etc.


Leia também:

6 sinais de que você precisa se mudar

Como é calculada a taxa de condomínio?

Por que investir em imóveis pequenos hoje é vantajoso?


4 dicas para não ser a pessoa mais odiada do prédio


O síndico muitas vezes leva a fama de chato, antes mesmo de os moradores o conhecê-lo. Alguns realmente fazem por onde e acabam abusando um pouco do seu posto. Veja algumas dicas para ser um bom síndico.



Imagem


Você tem outras dúvidas sobre documentação ou compra e venda de imóveis? Entre em contato com a Rezende Imóveis. Nós temos uma equipe especialista pronta para atendê-lo e ajudá-lo a encontrar os melhores negócios no mercado.