Como se organizar financeiramente para comprar um imóvel

19/01/2018 Tira Dúvidas

Capa do artigo: Como se organizar financeiramente para comprar um imóvel

O sonho de comprar um imóvel pode se tornar realidade para boa parte dos brasileiros, mas o processo exige organização, planejamento e economia. Não basta apenas juntar o dinheiro necessário, é preciso entender qual é a melhor condição de pagamento para a sua situação financeira e as ferramentas e atitudes que podem te ajudar ao longo do procedimento.

 

Por isso, preparamos cinco dicas especialmente para você que quer se organizar financeiramente e garantir que está fazendo um bom negócio ao comprar um imóvel.

 

1. Economize dinheiro para comprar o imóvel

 

Independente da forma de pagamento que você escolher, comprar um imóvel exige economia e gasto consciente do seu dinheiro. Primeiro, você precisa avaliar a sua renda familiar, quais custos são necessários para a sua casa e quais hábitos negativos você pode mudar para que gastos supérfluos não se tornem uma rotina.

 

Em segundo lugar, você deve analisar o que pode ser mudado no seu dia a dia para que a economia seja efetiva. Confira quais são os gastos que podem ser cortados e como você pode diminuir os custos fixos ao longo do mês. Comece a procurar outras opções de preços em supermercados e incentive a diminuição do consumo de energia em sua casa, por exemplo.


Leia também " 4 cuidados importantes na hora de comprar um imóvel". 


2. Elabore planilhas

 

Saiba exatamente de onde vem o seu dinheiro e para onde ele vai. Para comprar um imóvel, você precisa ter uma organização que te permita juntar o dinheiro necessário para dar uma entrada e conseguir pagar mensalmente as parcelas de um financiamento, por exemplo.

 

As planilhas costumam ser as melhores amigas de quem precisa de organização. Monte uma e agrupe nela informações que facilitem o entendimento sobre os seus gastos. É importante que você a atualize com frequência para ter o controle das suas finanças e quanto poderá guardar naquele mês.

 

Confira o que a sua planilha precisa conter para ser efetiva:

Imagem















Para facilitar, a BM&FBovespa disponibiliza um modelo de planilha para orçamento pessoal pronto para preenchimento. O download é gratuito e os cálculos são feitos automaticamente.

 

3. Aplique seu dinheiro

 

Para comprar um imóvel, jamais deixe o seu dinheiro parado, faça-o render. Abra uma conta poupança específica para juntar a quantia que você dará de entrada ou no pagamento à vista. Nessa conta, você aplicará todo o dinheiro que estiver separando para a compra do imóvel e ele vai ter rendimentos, evitando que você tenha prejuízos ao deixá-lo parado.

 

Para isso, você deve entender como funcionam as taxas de rendimento, que possuem uma variação mensal. É importante que você nunca leve em consideração apenas o Retorno Absoluto do seu investimento, pois ele sofrerá uma interferência da inflação e seu rendimento não será tão grande. A avaliação deve ser feita a partir do Retorno Real, que é o rendimento da poupança com o desconto da inflação.

 

Veja quais foram as taxas de rendimento nos primeiros meses de 2017:

Imagem


4. Escolha a forma ideal de pagamento

 

Existem três formas para realizar a compra de um imóvel: à vista, com o consórcio imobiliário e o financiamento de imóveis. As três opções oferecem vantagens para o comprador, mas apenas uma delas se adequará ao seu caso especificamente.


Imagem


O pagamento à vista é um dos modos mais difíceis de compra, uma vez que exige muita disciplina para juntar o dinheiro necessário. Mas, para quem tem paciência e uma renda familiar que permite essa opção, essa escolha se mostra muito vantajosa, pois você não precisará se preocupar com parcelas, juros e dívidas no futuro.

 

O consórcio imobiliário funciona como uma espécie de poupança coletiva que se mostra ideal para quem não tem tanta pressa para fechar o negócio ou tem dificuldades para juntar o dinheiro por conta própria.

 

Já o financiamento de imóveis é uma ótima opção para quem deseja sair do aluguel e pode usar o dinheiro gasto mensalmente para quitar as parcelas. Neste caso, a economia precisa ser feita para que você tenha o dinheiro necessário para dar entrada na compra do imóvel. Quer saber mais? Confira nosso guia rápido para entender o financiamento de imóveis.


5. Procure a ajuda de um profissional

 

Mesmo com toda a organização, você não está livre de imprevistos e dúvidas sobre como proceder em certos momentos. Portanto, é interessante procurar a consultoria de um profissional da área para que ele consiga te dar dicas sobre as suas finanças e como você pode fazer para economizar dinheiro. Se for o caso, também procure alguém que te oriente em relação às formas de pagamento do imóvel e qual seria a ideal para a sua renda.


Oferecemos toda atenção e uma equipe qualificada para que sua compra seja um sucesso.



Imagem


Com essas dicas, fica mais fácil para você iniciar o seu planejamento e começar a se organizar para comprar um imóvel. Já sabe o padrão que procura e quer ter uma ideia do que o mercado oferece? Entre em nosso site e encontre o imóvel ideal para você!


Imagem