4 dicas para conviver bem com os pets em seu imóvel

03/03/2017 Sustentabilidade/Saúde e Bem-Estar

Capa do artigo: 4 dicas para conviver bem com os pets em seu imóvel

Ter um animal de estimação pode ser muito agradável, mas exige uma atenção especial por parte dos donos. Morando em uma casa ou em um apartamento, os cuidados essenciais não mudam e podem ser adaptados de acordo com o seu espaço e as necessidades de cada espécie. Por isso, selecionamos quatro dicas importantes que podem ajudar a proporcionar um lar confortável e tranquilo para o seu melhor amigo.


Segurança


Ao adaptar um imóvel para a convivência com um animal de estimação, o primeiro ponto a se pensar é a segurança. Para quem mora em apartamento, o ideal é instalar telas de proteção nas janelas e sacadas, principalmente quando o imóvel se encontra em uma altura muito grande. Assim, fica mais fácil evitar fugas e acidentes.

Se a intenção for adequar o espaço da sua casa para gatos e cachorros, deve-se planejar a instalação de grades, portões ou cercas, caso seu imóvel ainda não tenha essa estrutura. Dependendo do porte do animal, também é interessante pensar em elevar os muros, tanto para evitar que seu pet saia do terreno quanto para diminuir o estresse dele com carteiros ou outras pessoas que estejam circulando pela vizinhança.


Espaços adaptados


Imagem


Não importa a espécie ou o porte, o seu pet precisa ter um espaço só dele dentro do seu imóvel. Portanto, crie um cantinho confortável especialmente para ele e coloque sua casinha ou caminha, além de suas tigelas de comida e brinquedos.

O cuidado com a higiene também é essencial, então estabeleça um local onde ele possa fazer suas necessidades fisiológicas. Além disso, certifique-se de que as vacinas, os banhos e as tosas estão em dia, e mantenha as pulgas e carrapatos afastados dele e da sua casa.


Passeie com o seu pet


A vida em um apartamento pode se mostrar solitária e estressante para os animais de estimação, principalmente por eles se sentirem presos em um espaço reduzido. Ao viver de forma mais sedentária, o animal acaba ficando suscetível à ansiedade e pode começar a apresentar certos problemas, como doenças ou um comportamento destrutivo. Sendo assim, o ideal é passear com ele pelo menos uma vez por dia e incentivá-lo a fazer exercícios físicos enquanto se diverte.

As dicas também valem para quem possui uma casa com quintal. Mesmo tendo um espaço onde seu pet possa correr e brincar livremente, é importante se lembrar que ele também necessita ter o contato com a rua e com outros animais. Ao deixar a rotina do seu amigo mais ativa, você evita o sedentarismo e promove uma vida mais saudável para ele.


Imagem


Ajude em seu desenvolvimento


É por meio dos momentos de brincadeira que seu pet tem seu desenvolvimento físico e mental. Quando estimulado a brincar, o animal de estimação fica mais tranquilo, uma vez que gasta suas energias com atividades ligadas aos seus instintos básicos, como caçar, morder e arranhar.


Imagem


Os brinquedos também podem ser utilizados para ajudar no comportamento. Além de facilitar a socialização, esses objetos podem funcionar como um incentivo para que os animais não brinquem com os pertences dos donos ou como uma forma de treinamento, tanto para que eles realizem atividades físicas quanto para que se sintam recompensados ao fazerem algo certo.


Caso você esteja à procura de um novo imóvel, busque identificar os melhores espaços e quais adaptações precisarão ser feitas para receber o seu animal de estimação. O importante mesmo é também dar atenção ao bem-estar dele e proporcionar um lar confortável.