Como começar a investir no mercado imobiliário

02/06/2017 Mercado Imobiliário/Economia

Capa do artigo: Como começar a investir no mercado imobiliário

Investir no mercado imobiliário é um passo muito grande e, exatamente por isso, exige pesquisa, o mínimo de conhecimento sobre a área e certeza na hora de fechar o negócio. O mercado de imóveis oferece uma grande quantidade de opções para investidores, mas quem está começando no ramo deve ficar atento a algumas questões. Por isso, separamos 4 dicas que vão tirar suas dúvidas e te ajudar a começar a investir com o pé direito.

 

1. Defina a melhor opção para o seu investimento

 

Antes de realizar qualquer investimento você deve sempre ter certeza de que aquela nova aquisição está alinhada às suas necessidades. Portanto, para começar a investir no mercado imobiliário, é necessário definir quais são os seus objetivos e qual tipo de imóvel irá corresponder a eles. Faça uma pesquisa de acordo com o perfil da sua cidade e as melhores opções de acordo com o momento que o mercado imobiliário está vivendo.

 

Se o seu desejo é morar no imóvel ou valorizá-lo para uma venda no futuro, pense em opções como a compra direto na planta, a aquisição de um terreno para construção ou o investimento em reforma de imóveis antigos. Caso você esteja pensando comprar com a finalidade de alugar, procure saber os bairros que são mais procurados, os melhores tipos de imóveis para locação e veja a possibilidade de investir em salas ou lojas em pontos mais movimentados da cidade.

 

2. Invista no mercado imobiliário por meio de financiamento

 

A compra de um imóvel não exige que você tenha a quantia total em mãos na hora de fechar o negócio. Para quem tem dinheiro para dar entrada ou pode usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a melhor opção é investir por meio do financiamento bancário. Normalmente, os bancos pedem 10% do valor do imóvel como entrada e as parcelas não ultrapassam 30% do valor da sua renda mensal.

 

Quer saber mais sobre essa forma de pagamento? Confira o nosso guia rápido para entender o financiamento de imóveis!

 

Imagem


3. Compre imóveis na planta

 

Investir em um imóvel na planta também é uma boa opção para quem está começando no ramo imobiliário. Ao comprar um imóvel na planta, você negocia o pagamento diretamente com a construtora, com juros menores, e o valor total a ser pago diminui em relação ao de uma casa ou apartamento pronto, resultando em valorização na maioria das vezes. Além disso, você tem mais opções de escolhas para a construção do seu imóvel, conseguindo determinar, por exemplo, a sua posição de cada cômodo em relação à luz natural.

 

O ideal é realizar uma pesquisa sobre a empresa responsável pela construção antes de fechar negócio, procurando saber sobre os outros empreendimentos imobiliários realizados por ela. Assim, você diminui os riscos de fazer um mau negócio e garante que a construção seja realmente finalizada.  

 

Imagem


4. Invista em imóveis para locação

 

Comprar um imóvel com o objetivo de alugar é uma excelente escolha para quem deseja ter um retorno financeiro sobre o investimento ou para quem quer usar o dinheiro para quitar o financiamento bancário. Com as duas opções você passa a ter uma renda extra mensal e um novo patrimônio para morar ou vender no futuro.

 

Mas ao comprar um imóvel para locação, você deve estar atento a questões como a localização, sua estrutura e as condições físicas em que se encontra. Afinal, o objetivo é que você tenha retorno sobre o investimento feito, então é importante tentar evitar o risco de ficar muito tempo com o imóvel parado, sem alugar.

 

Após ter certeza sobre o melhor tipo de investimento para você, é hora de começar a pesquisar os imóveis, preços e condições de pagamento. Se você já tem ideia do que está procurando, nós podemos te ajudar: encontre o imóvel ideal para você começar a investir!