4 dicas para quem vai comprar o primeiro imóvel

20/04/2017 Mercado Imobiliário/Economia

Capa do artigo: 4 dicas para quem vai comprar o primeiro imóvel

A compra do primeiro imóvel é o grande sonho da maioria dos brasileiros. Mas realizar um bom negócio no mercado imobiliário exige muita pesquisa, atenção e informação por parte do futuro proprietário. Não basta apenas querer o imóvel, é necessário pensar nos detalhes: você possui o dinheiro necessário para comprar aquela casa ou apartamento? Já definiu quais são os seus principais objetivos para realizar essa compra? As dúvidas que surgem ao longo do caminho são muitas, mas você não pode deixar que elas atrapalhem o processo.


Por isso, separamos quatro dicas básicas que vão te ajudar a comprar o primeiro imóvel, principalmente se você não tiver experiência na área.


Tenha um orçamento bem definido


O primeiro passo para comprar o primeiro imóvel é se organizar financeiramente e definir um orçamento para saber o quanto você pode gastar com essa aquisição e de que forma esse dinheiro será investido. Para quem não tem experiência com o mercado imobiliário, é importante entender como funciona o financiamento junto ao banco ou o parcelamento direto com a construtora, já que as parcelas também contarão com o valor dos juros e os gastos não podem fugir das suas possibilidades. Tentativas de negociação sempre são bem-vindas também, mas o possível desconto dependerá muito do imóvel que você escolher.


Além da compra em si, há o imposto de transferência de bens imóveis (ITBI), a escritura e o registro do imóvel. Então, é importante deixar parte do dinheiro reservado, aproximadamente 5% do valor do imóvel, para esses gastos que irão acontecer após a compra. Também é interessante colocar no seu planejamento financeiro os custos mensais básicos que você passará a ter com a sua nova casa, como condomínio, IPTU, água e luz.


Imagem


Defina qual o imóvel ideal para você


Uma das dúvidas que surgem quando você começa a pensar em comprar o primeiro imóvel é sobre o tipo ideal para as suas necessidades e situação financeira. Seria melhor comprar uma casa ou apartamento? Quantos cômodos vou precisar? Ter essas respostas em mente facilita o começo da sua busca, mas também é essencial que você saiba se quer investir em um imóvel novo ou usado. As duas opções possuem suas vantagens e desvantagens, mas uma delas será mais adequada às sua necessidades e ao seu orçamento.


Os lançamentos são altamente valorizados e têm características que podem promover facilidade e conforto para os moradores. É comum encontrar um número maior de vagas de garagem e área de lazer completa no condomínio, com piscina, academia e salão de jogos, por exemplo. No entanto, quem deseja investir em um primeiro imóvel que seja novo deve estar disposto a pagar mais caro, em comparação a um antigo com o mesmo padrão, e estar ciente de que os lançamentos costumam ser menores que os usados (apesar de suas plantas serem otimizadas e terem um melhor aproveitamento dos espaços).


Imagem


Além de serem mais baratos, normalmente os imóveis usados apresentam maior facilidade para negociação do preço. O espaço também aparece como uma grande vantagem aqui, já que os imóveis antigos costumam ser maiores. Como ponto negativo, essas casas ou apartamentos podem precisar de manutenção e reformas. Portanto, antes de investir, faça as contas e veja se os consertos valeriam realmente a pena. Por fim, fique atento à documentação: se ela não estiver em ordem, seu financiamento vai ser prejudicado.


Faça uma avaliação detalhada do imóvel


Com o planejamento financeiro em mãos e o tipo de imóvel definido, fica mais fácil começar a sua busca e as visitas para realizar a compra do primeiro imóvel. Com a ajuda do corretor, você vai ter diversas opções para avaliar e é preciso estar atento aos detalhes antes de fechar qualquer negócio. Portanto, se você ainda não tem experiência na área, tenha atenção redobrada, evite futuras dores de cabeça e vasculhe cada canto do imóvel (e do condomínio, caso sua opção seja um apartamento), mesmo que ele seja novo.


Problemas relacionados à estrutura da casa ou apartamento são muito sérios e sempre exigem uma mão de obra qualificada. Fique de olho se existem infiltrações, rachaduras na parede, pisos trincados ou outros problemas que precisam ser solucionados com urgência no imóvel. Se existirem e mesmo assim você se interessar pela compra, tente negociar o valor para que você consiga realizar as reformas necessárias. Além disso, faça testes para ver se a eletricidade está funcionando em perfeito estado e preze por ambientes que possuam iluminação natural.


Imagem


Pesquise sobre a região em que deseja morar


A avaliação também é válida para a região em que você está visitando os imóveis. Procure saber se o bairro consegue atender às suas necessidades, se possui polos de comércio e serviços perto, e se apresenta fácil acesso ao transporte público. Pense também que imóveis localizados em bairros valorizados e que tenham muita procura podem ser um investimento para o futuro, caso você resolva alugar ou vender.


No geral, o ponto mais importante para quem deseja comprar o primeiro imóvel é ter paciência ao longo do processo. Encontrar a casa ou o apartamento ideal pode ser difícil e requer tempo, portanto não deixe a pressa interferir na sua decisão. Ter a certeza de que está realizando um bom negócio é valorizar o seu futuro.