Comprar imóveis para alugar: uma boa opção para renda extra

17/11/2017 Compra de Imóveis

Capa do artigo: Comprar imóveis para alugar: uma boa opção para renda extra

A aquisição de imóveis secundários pode ser uma boa forma de investir seu dinheiro e conseguir uma renda extra por meio do aluguel de imóveis por temporada. Mesmo estando em um momento de queda nos valores de aluguéis, por causa da crise, os imóveis por temporada têm uma grande demanda e dependendo do calendário de eventos da sua cidade, pode atrair turistas o ano inteiro.


Leia o post “Saiba os benefícios de comprar um imóvel na crise”.


Já tem seu imóvel próprio? Continue lendo o post a seguir e saiba como lucrar e viver de aluguel comprando imóveis para oferecer de estadia por temporada.  


Saiba mais em “4 dicas para quem deseja investir no mercado imobiliário”.


Imagem


  • Escolha o local com cuidado

O primeiro passo para viver da renda do aluguel é escolher um imóvel com uma localização atraente em sua cidade. Pesquise quais as datas e eventos em que a procura por este tipo de hospedagem aumenta, e qual a região mais procurada pelos visitantes ou moradores temporários dentro da sua cidade.


Com estas informações, você poderá começar a procurar um imóvel dentro de suas possibilidades financeiras para compra, mas que tenha uma boa rentabilidade na hora de colocar como opção de aluguel para temporada.

Outra forma de investir é comprar imóveis na planta, ainda durante sua construção. Esta modalidade de imóvel é interessante para quem deseja investir em áreas ainda em crescimento em sua cidade, pois para atrair novos moradores para estas regiões, as construtoras oferecem condições de pagamento e preços mais em conta.


  • Defina o perfil do Aluguel por temporada

Existem vários tipos de aluguel de imóveis por temporada, que variam de acordo com a cidade e seus atrativos. Alguns são dedicados ao aluguel de temporadas curtas, como feriados prolongados, finais de semana, fim de ano, carnaval. Outros tipos de temporada são um pouco maiores como, por exemplo, estudantes universitários que ficam de quatro a seis meses na cidade, durante seus cursos. Seu imóvel para temporada pode atender a estes dois públicos, desde que você organize bem a agenda de uso dele.


Deixe claras desde o início as regras de seu imóvel, como a preferência por aluguéis curtos em momentos de altíssima temporada ou preferência por alugar por contratos mais longos, para estabelecer uma boa relação de confiança com seu locatário.


  • Ofereça um imóvel montado aos locatários

O aluguel por temporada é procurado, principalmente, por quem não ficará por muito tempo no local, e que em sua maioria prefere não fazer gastos com itens como geladeira, cama ou fogão, por exemplo. Na hora de mobiliar o imóvel, procure soluções práticas e que não demandem muitos custos, já que a compra desses objetos deverá ser parte do seu investimento inicial para começar a viver de aluguel.


Ofereça itens básicos para viver no local, como fogão, geladeira, cama, sofá, televisão, panelas, pratos, copos e talheres. Serviços como internet, canais de TV por assinatura e linha telefônica podem ser oferecidos, mas como um custo extra no aluguel final para o futuro morador. Dependendo da duração do aluguel por temporada, você pode estudar a inclusão no valor final de taxas como condomínio ou IPTU no valor ou deixar a cargo do locatário.

  • Calcule  o valor por temporada

Com tudo pronto, você precisa calcular o valor do aluguel a ser oferecido. Primeiro pesquise na internet ou localmente na vizinhança o valor cobrado em imóveis parecidos com o que você irá oferecer. Faça uma planilha de orçamento com os gastos iniciais para a montagem do apartamento, como compra de móveis, instalação de serviços, reformas e gastos fixos, como condomínio, IPTU e outras taxas.


A partir deste valor básico que você precisa receber para que o investimento se pague, aumente ou reduza o preço final do aluguel, levando em consideração sazonalidade, eventos importantes na sua região e demanda. Mas não se deixe levar pela chance de ganhar muito dinheiro com o aluguel, e arriscar ficar com imóvel fechado por muito tempo, sem locatários. Calcule um limite máximo e mínimo que você está disposto a negociar.


  • Divulgue o imóvel

Você pode começar a divulgar seu imóvel para temporada nos seus grupos de amigos e conhecidos, sempre tem alguém com contatos que podem precisar alugar alguma casa na sua cidade. A indicação de conhecidos pode ser uma garantia a mais de que seu bem estará em boas mãos.


Outra boa opção para atingir um público maior é anunciar em sites de aluguel de temporada. Nestes sites, os locatários podem contar com ajuda de profissionais para publicar seus imóveis, por meio de corretores treinados para isso.Internacionalmente, o portal mais conhecido é o AirBnB, que costuma fazer parceria com eventos internacionais para ser o fornecedor de acomodações alternativas, como os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.


Procure um advogado de confiança para redigir um contrato base, estabelecendo as regras de uso do imóvel, como multas para destruição de peças e checagem do uso no momento final do contrato. É importante checar também com o condomínio quais são as regras para o recebimento de visitas no apartamento, uso das áreas comuns e porte de animais.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente!

Encontre o imóvel ideal para você investir em nosso site!