5 dúvidas frequentes sobre a compra de imóveis

16/06/2017 Compra de Imóveis

Capa do artigo: 5 dúvidas frequentes sobre a compra de imóveis

Comprar um imóvel é um passo muito importante que exige certeza na hora de fechar o negócio. Portanto, algumas perguntas podem surgir ao longo do caminho e gerar certa insegurança, uma vez que as opções de investimento são muitas e os compradores precisam estar atentos aos principais cuidados que devem ter.

 

Por isso, separamos 5 das dúvidas mais frequentes que aparecem sobre a compra de imóveis, esclarecendo como se deve agir em cada situação.

 

1. Quais os principais cuidados a se ter na compra de imóveis?

 

Antes de pensar em realizar o sonho da casa própria, é necessário se organizar e tomar certos cuidados que podem interferir na negociação. Por mais que você tenha o dinheiro necessário para dar a entrada ou realizar o pagamento à vista, é importante conhecer os principais custos para comprar um imóvel, que incluem a parte de documentação e os impostos a serem pagos ao longo do processo.

 

Além de se preocuparem com o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), os compradores devem organizar a documentação e deixar um valor separado para o registro do imóvel e a escritura pública - em casos de pagamento à vista. Também é essencial que, ao longo de sua pesquisa, você procure saber informações sobre as despesas que terá futuramente ao morar na casa, como IPTU e condomínio, e se há alguma necessidade de reforma urgente.

 

2. Qual a melhor forma de negociar o imóvel?

 

Muitas pessoas acreditam que a negociação feita por conta própria pode compensar mais, uma vez que as imobiliárias costumam pedir em média 5% do valor do imóvel para anunciá-lo. Mas olhando pelas perspectivas da facilidade e da qualidade do negócio realizado, as vantagens de anunciar um imóvel em uma imobiliária podem podem trazer uma satisfação maior para o vendedor e o comprador.

 

Afinal, além de terem o conhecimento a respeito do mercado imobiliário, os corretores conseguem avaliar o imóvel de uma forma justa e garantir um processo de compra e venda muito mais seguro. Com uma imobiliária, o imóvel será divulgado de uma maneira mais eficiente e você não terá dores de cabeça com a elaboração do contrato de compra e venda.

 

Imagem

 

3. Quais informações devo saber sobre a região em que desejo morar?

 

Ao conversar com seu corretor a respeito do bairro em que deseja comprar seu imóvel, procure saber informações relevantes sobre o local, como a proximidade com pontos comerciais e de serviço, instituições de ensino e facilidade em relação a transporte público. Pergunte também sobre a expansão e valorização da região, principalmente se tiver a intenção de alugar ou vender no futuro.

 

Vá além e visite o local para saber o que ele pode lhe oferecer ou converse com moradores e pessoas que trabalham no bairro, recolhendo pontos de vista que podem te ajudar a enxergar os benefícios e as desvantagens da área. Assim, você pode ter certeza se a sua decisão de compra está alinhada aos seus objetivos.

 

4. Qual a melhor forma de pagamento para a minha situação?

 

Independente da compra que deseja fazer e da sua situação, você deve sempre pensar primeiro em como se organizar financeiramente para comprar o imóvel. Como dissemos anteriormente, o processo exige que você tenha dinheiro suficiente para dar a entrada ou  pagar à vista, além de cobrir os gastos com documentação.  

 

O pagamento feito à vista é uma ótima opção para quem tem condições para juntar o dinheiro necessário e não quer se preocupar futuramente com dívidas, juros e parcelas. Já para quem não tem pressa para fechar o negócio ou tem dificuldades para juntar o dinheiro por conta própria, o consórcio imobiliário pode ser a melhor opção.

 

No caso do comprador que mora de aluguel, o financiamento de imóveis é uma ótima opção, já que ele pode usar o dinheiro gasto mensalmente para pagar as parcelas da sua nova casa. Ainda não sabe como funciona o processo? Acesse o nosso guia rápido para entender o financiamento de imóveis e saiba detalhes sobre essa forma de pagamento que é a mais utilizada pelos brasileiros.

 

5. Comprar um imóvel na planta é um bom negócio?

 

Investir em um imóvel na planta pode ser uma ótima opção para quem busca por valorização no futuro e preços mais acessíveis. A principal vantagem é que a casa ou apartamento pode ser negociada diretamente com a construtora, com juros menores, e o comprador tem mais voz ativa durante a construção, podendo determinar, por exemplo, as posições dos cômodos em relação à luz solar.

 

Mas é importante ficar atento em relação à empresa responsável pela obra. Procure saber que outros empreendimentos imobiliários foram realizados por ela e a qualidade do seu trabalho. Assim você terá certeza de que está fechando um bom negócio e que as chaves serão entregues em suas mãos ao fim da construção.


Imagem


Tirar as principais dúvidas sobre a compra de imóveis é essencial para manter a qualidade da negociação. Portanto, sempre converse com seu corretor a respeito dos seus objetivos e procure a opinião de outros profissionais da área caso ainda não tenha certeza da compra que pretende fazer. Se já tiver em mente o que está procurando, dê o primeiro passo para a realização do sonho da casa própria e encontre o imóvel ideal para o seu investimento!